CODEPENDÊNCIA

Codependência ou DependênciaEmocional

Codependência ou dependência emocional é a inabilidade de manter relacionamentos saudáveis. Normalmente tem origem na infância em famílias disfuncionais, onde existe uma fragilidade emocional e, devido a esta fragilidade se instala uma dependência emocional entre os membros da família.

Em famílias onde a relação de dependência emocional está presente são muito comuns os abusos físicos e/ou emocionais. Muitas vezes esses abusos são explícitos, como pais que batem nos filhos ou dizem coisas duras que magoam a criança e minam sua autoestima. Porém, na maioria das vezes o abuso é sutil, os pais agem com a melhor das intenções, acreditando estar protegendo a criança.

Aquilo que costumamos chamar de educação normal frequentemente não é saudável para o desenvolvimento da criança, mas sim uma educação não gratificante ou abusiva. Se você é pai ou mãe e está lendo isso, não se sinta culpado, normalmente nós apenas repetimos um padrão familiar até que nos conscientizamos desse padrão e resolvemos muda-lo. Se você age assim possivelmente é porque aprendeu assim.

Alguns pais acreditam que os pensamentos e sentimentos da criança tem pouco valor porque elas são crianças e tem que ser treinadas e a mensagem que passam para seus filhos é: você não deveria se sentir dessa maneira. Isso gera insegurança na criança porque ela deixa de acreditar no próprio sentimento. E passa a agir de acordo com o que é esperado dela, muitas vezes até se esquecendo do que gosta e do que quer.

A codependência pode ter origem também na negligência dos pais e cuidadores. Alguns pais deixam de ensinar a seus filhos hábitos fundamentais de higiene, como tomar banho, cuidar dos dentes, cuidar diariamente da aparência, lavar as roupas removendo manchas e o cheiro do corpo, esperando que as crianças, de alguma forma, saibam fazer isso sozinhas.

Outros pais fazem dos filhos amigos de confidência, compartilhando intimidades e segredos que está muito além do nível de desenvolvimento deles.

A codependência acarreta grandes prejuízos para toda a família, principalmente para os filhos, que tendem a se tornarem adultos codependentes ao viverem em famílias disfuncionais com pais codependentes e buscarem parceiros também codependentes para formarem suas próprias famílias, perpetuando assim a codependência.

A codependência gera uma série de dificuldades na vida das pessoas. Algumas delas são:

  1. Dificuldade de vivenciar níveis adequados de autoestima. Normalmente o codependente tem baixa autoestima e nunca se acha suficientemente bom ou merecedor.
  2. Dificuldade em estabelecer limites funcionais. Normalmente o codependente é muito permissivo, permitindo ser invadido pelo outro ou colocam barreiras no lugar de fronteiras, o que dificulta a interação.
  3. Dificuldade em admitir e expressar a própria realidade. O codependente num nível mais ameno reconhece sua realidade com relação ao corpo, pensamento, sentimento e comportamento, mas não admite e num nível mais comprometido nem reconhece sua realidade.
  4. Dificuldade em experimentar e expressar moderadamente sua realidade. O codependente normalmente tende aos exageros, tanto em relação às roupas como em relação aos sentimentos e comportamentos. Só o excesso é suficiente.
  5. Dificuldade em tomar conta de suas necessidades e desejos. O codependente necessita do outro para satisfazer suas necessidades e desejos, sozinho ele não consegue.

 

Se você que está lendo este texto se reconhece com essas dificuldades, se mantém relacionamentos abusivos e não satisfatórios, busque ajuda de um profissional. Só você pode mudar essa realidade e quebrar o ciclo de codependência na sua vida.



Com carinho,

Lena Moreira

Visite nossa página: facebook.com/lenamoreira


#conteudo2#

#htmlPersonalizado#